Blog

DORMENTE, EMERGENTE, PERMANENTE: QUAL IGREJA FAZEMOS PARTE?

Além dos vários grupos que são formados dentro da igreja, pela própria liderança da igreja, e para o bem da igreja, nós observamos a formação de grupos que se distanciam dos demais. Estes são formados por pessoas que deixam de acompanhar a liderança, ou porque ficam para trás, ou porque avançam “na frente”, escolhendo seus próprios rumos. Formando “igrejas” dentro da igreja.

Gostaria de falar sobre três tipos de igreja que retratam esta realidade, e tentar trazer orientação, ânimo e coragem para todos nós, a fim de que sejamos um só corpo, uma só igreja, uma só família.

IGREJA DORMENTE – é a quela formada por crentes que vão se acomodando em sua zona de conforto, fogem aos desafios e resistem às mudanças. Rapidamente o cristianismo se torna algo pesado e maçante. E por causa da negligência e ociosidade, logo adormecem. É a igreja das “virgens insensatas”. A respeito dessa igreja Paulo escreve:  "Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e Cristo resplandecerá sobre ti".

IGREJA EMERGENTE – ao contrário da igreja dos adormecidos, esta é bem ativa.  Ela vai emergindo com olhar de superioridade, com carisma e muita disposição. Rejeita a visão da liderança local e elabora suas próprias doutrinas. Sua teologia é divorciada das Escrituras e amaziada aos costumes do mundo. São “amigos” de Deus, mas só andam envolvidos com as coisas terrenas. Servir a Deus é, entre os emergentes, sinônimo de religiosidade e legalismo. A esse respeito, nos advertiu Paulo: “Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos.”

IGREJA PERMANENTE – como sempre aconteceu na sua história, a igreja sempre contou com um grupo de remanescentes, aqueles que perseveraram na doutrina dos Apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. Há uma igreja que é a permanente manifestação da vontade do Pai aqui na terra. Um grupo de pessoas que mantem um relacionamento, não perfeito, mas sincero com Senhor. Pessoas que buscam, na Palavra, crescer na graça e no conhecimento do Senhor Jesus. Muda a cultura, removem-se os padrões, perdem-se os valores, mas a igreja dos fieis permanece firme. 

Não fique para trás; não avance a frente. Não se devie nem para esquerda, nem para direita. Permaneça aonde Deus o tem colocado e sirva a ele com alegria. Faça parte da igreja que, tendo pouca força, guarda fielmente a Palavra do Senhor. Seja membro da Igreja Permanente.

 

Pr André Dutra