Blog

O PODER DA ORAÇÃO INTERCESSÓRIA

Quando Moisés levantava a mão, Israel prevalecia; quando, porém, ele abaixava a mão, prevalecia Amaleque. Ora, as mãos de Moisés eram pesadas; por isso, tomaram uma pedra e a puseram por baixo dele, e ele nela se assentou; Arão e Hur sustentavam-lhe as mãos, um, de um lado, e o outro, do outro; assim lhe ficaram as mãos firmes até ao pôr-do-sol. E Josué desbaratou a Amaleque e a seu povo a fio de espada. Ex 17:11@13

Qual foi a última vez que voce estendeu suas mãos sobre sua família para abençoá-la? 

Se você não tem feito isto regularmente, é bem provável que sua família esteja passando por momentos difíceis ou se vendo obrigada a recuar diante dos desafios da vida.  Se você deseja  ver sua família triunfar a sua intercessão em favor dela é fundamental. 

Numa batalha decisiva contra um poderoso inimigo, o povo de Israel se viu na dependência da intercessão de Moisés. Quando ele estendia suas mãos o exército de Israel avançava, quando  porém os braços de Moisés iam se cansando e suas mãos se abaixavam, o povo se via obrigado a recuar. Vendo Arão e Hur que as forças de Moisés se exauriam, e entendo que sem sua interseção Israel não teria chance alguma contra Amaleque, eles providenciaram um lugar para o assentar, enquanto isso, os dois sustentavam ao alto as mãos do seu líder. Como resultado deste esforço conjunto o povo de Israel venceu aquele  implacável oponente e conseguiu prosseguir rumo a terra prometida.

Interessante é notar que não era a força dos braços dos soldados  que determinava o sucesso ou fracasso no campo de batalha, mas o braço da intercessão; nessa batalha não houve sequer menção sobre os braços de Josué, o líder daquele exército, todavia a história declara que aquela vitória foi conquistada pelos braços de Moisés, o líder espiritual do povo de Israel. O que nos leva a questionar: A vitória foi conquistada pelas mãos que seguravam as espadas ou pelas mãos que seguravam o cajado? Certamente por ambas. Porém, sem a intercessão de Moisés, em vão teriam os valentes soldados empunhado suas espadas.  

Ore incessantemente por sua família e por sua igreja, para que Deus lhes revistam com sua armadura (Ef 6:10@18 ) e lhes concedam poderosas armas espirituais (2 Co 10:3,4); clame e interceda ao Senhor dos Exércitos, para que possam continuar avançando rumo ao sucesso. Caso se sinta exausto, peça ao Espírito Santo para te revigorar (Rn 8:26).

Mantenha sempre suas mãos erguidas sobre sua casa, intercedendo em favor de cada membro se sua família. O Senhor dará vitoria!

 “Graças, porém, a Deus, que, em Cristo, sempre nos conduz em triunfo e, por meio de nós, manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento.”2 Co 2:14

             Pr Andé Dutra