Blog

A Entrada Triunfal

E muitíssima gente estendia as suas vestes pelo caminho,  e outros cortavam ramos de árvores e os espalhavam pelo caminho.  E as multidões, tanto as que iam adiante como as que o seguiam, clamavam, dizendo: Hosana ao Filho de Davi!  Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas!  E, entrando ele em Jerusalém,  toda a cidade se alvoroçou, dizendo: Quem é este? E a multidão dizia: Este é Jesus,  o Profeta de Nazaré da Galiléia. Mt 21:8@11 

Este grande evento, conhecido como a Entrada Triunfal, marcou o início da última semana do ministério de Jesus Cristo. Seis dias antes da Páscoa ele subiue foi a Jerusalém para cumprir sua missão: dar sua vida em resgate de muitos. 

As multidões, tanto a que o acompanhava quanto a que veio ao seu encontro, clamavam em alta voz, se regozijando pela chegada do seu prometido Rei, o Messias. Querendo expressar sua alegria e devoção, eles deitavam sobre o caminho suas vestes enquanto outros deitavam ramos de palmeirasReconheceramo esplendor daquele momento e não queriam perder a oportunidade de declararem total sujeição ao Rei e prestarem adoração ao Senhor por tê-lo enviado 

Hosana! Bradavam eles a expressão hebraica (hoshiah na) que significa: salva, pedimos. Em outras palavras, livra-nos das mãos dos romanos e estabeleça o reino de paz e prosperidade; venha e reine sobre nós, somos teus servos.Em um absurdo contraste, esta mesma turba gritou poucos dias depois: crucifica-o, crucifica-o.  

Quão instável é o ser humano! Como pode a mesma multidão bradar bendito o Rei que vem em nome do Senhor gritar indignada fora daqui com este? Os mesmos lábios que aclamaram Jesus rei, o aclamaram réu de morte.  

João relata que o povo discordou de Jesus quando ele disse que o Cristo haveria de padecer. Eles apontaram para as Escrituras, onde dizia que o Cristo permaneceria para sempre (Jo 12:34). Sim, as Escrituras dizem que o seu reino é eterno, porém também diz, em várias outras passagens, que o Messias haveria de padecer. De igual modo, a Bíblia diz que um dia reinaremos com Ele em glória, mas também diz que neste mundo teremos aflições. 

Lamentavelmente a história se repete. Por não conhecerem as Escrituras e nem o poder de Deus (Mt 22:29), os mestres erraram,e com eles errou o povo, assim erram muitos “mestres” em nossos diasque buscam na Palavra somente o que lhes é favorável e acabam por fazer errar o povo. Como resultado as pessoas se decepcionam com fé e afastam-se da igreja.  

Quantos voltam atrás quando enfrentam adversidades, ou se sentem contrariados por uma ou outra razão? Será que todas as vezes que Deus não fizer exatamente como queremos nós vamos nos rebelar contra ele? Vamos nos revoltar e murmurar contra Deus, rejeitando seu propósito para nós? Quem é o rei em nossas vidas? A quem vamos seguir? 

Como eu gostaria de ver uma Igreja, que independente das circunstâncias, sempre se apresentasse com uma atitude de louvor e adoração para com o Senhor. Como eu gostaria que nós, como povo comprado, pudéssemos nos curvar diante da majestade de Cristo Jesus e oferecer a ele o nosso melhor. Aquela entrada triunfal deveria se repetir todos os dias em nossas vidas. Ele deve ser recebido e celebrado todas dias como o Rei que vem em nome do Senhor. Hosana! 

 

Pr. Andre Dutra